Trabalhando com importação, como funciona.

Compartilhe com seus amigos

 

Quando pensamos em importar, a primeira coisa que vem em nossas mentes é taxa de importação. Porém a importação é algo que movimenta muito o país, justamente por causa dos impostos. Sim, existem muitos impostos na importação e isso é mais um detalhe que assusta os brasileiros.

 

Porém por mais que haja riscos de ser “taxado” e haja muitos impostos, a importação é algo que mantém muitas famílias no Brasil. Pois muitos brasileiros importam produtos, que não estejam disponíveis no nosso mercado para distribuir nacionalmente e com isso gerar muitas receitas.

importação

“Para entender um pouco a dinâmica do processo de importação

O comércio internacional basicamente evolui em torno da doutrina de custo e vantagens comparativas. Os países tendem a produzir produtos que têm custo e vantagem de qualidade e os vendem para países que não possuem as referidas vantagens. Na realidade, porém, tem uma Dinâmica muito complicada.
O comércio internacional não envolve apenas troca de bens e serviços entre dois países, mas também envolve troca de moedas. Como o comprador e o vendedor são de dois países diferentes, há também um elemento de incerteza. Para o Importador (comprador) sobre a qualidade e quantidade de bens; e para o vendedor (Exportador) em relação ao pagamento. Várias normas e regras internacionais são implementadas para reduzir essa tensão. UCPDC é o principal.
O ponto de partida de um comércio internacional é o inquérito gerado por um comprador a um potencial fornecedor. É seguido de troca de catálogo, especificações, amostras, em certos casos inspeção física de materiais e colocação de pedidos. Seguem-se os embarques e a liquidação de pagamentos.
As câmaras de comércio, os conselhos de promoção de exportação dos países desempenham um papel vital na facilitação do comércio. Os bancos desempenham um papel ainda maior no gerenciamento de documentos e no pagamento de pagamentos. Existem também outras partes interessadas principais, como agências de certificação, agências de compensação e encaminhamento e, claro, navios mercantes, vias aéreas e outros modos de transporte, para não se esquecer de companhias de seguros.”

 

Essa é uma das atividades adotadas por autônomos e pequenos negócios. Porém, não apenas por pequenos empresários, mas também por empresas de médio e grande porte. A importação também é importante para empresas que desenvolvem seus próprios produtos aqui no Brasil, mas como? Simples, muitas vezes empresas realizam compras de insumos para concretizar a produção de seus produtos aqui no nosso país.

importação

Podemos fazer uma simulação de uma produção com insumos importados e vamos fazer uma agora mesmo. Vamos supor que um autônomo compra uma placa programável da China, pelo motivo de ter o preço mais baixo. Sendo assim, ele produz a case da placa em sua empresa e após o recebimento do insumo, instala o software na placa. Feito todo esse procedimento, o produto está finalizado e pronto para vender. Assim, tudo começa a se repetir e seguir o mesmo fluxo.

 

Todo o empresário, enfrenta as suas dificuldades no dia a dia de importação, porém há uma necessidade de enfrentar essas dificuldades. Pois a importação mostra novos horizontes para o comerciante e o consumidor. Muitas vezes, até mesmo por necessidade. Além do mais, nem sempre um produto é desenvolvido no Brasil e um exemplo disso, são videogames. Muitas vezes é necessário importar o produto finalizado e outras vezes é necessário importar o produto semi-acabado para finalizar a produção, aqui no Brasil.

 

Um dos campos mais explorados na importação é a tecnologia, simplesmente pelo motivo que o nosso país não é forte neste ramo. Assim, é a forma que algumas empresas começam, a tecnologia é algo que o povo brasileiro consome em alta escala e com isso abre a oportunidade para iniciantes. Até mesmo, para os empresários que adquirem a mercadoria para revender, pelo motivo que podemos adquirir para testa-lo e divulgá-lo para amigos e familiares, assim os comentários circulam e você poderá começar a vender os produtos que você estiver testando.

 

Bom, os riscos são grandes? Sim. E você deve considerar todos esses riscos que são muitos como zero chance de devolução, impostos, risco dos produtos vir com defeito etc, etc.

Mas para minimizar ou até mesmo eliminar esses riscos você precisa buscar bastante conhecimento antes de iniciar qualquer negócio na área de importação. existem técnicas de importação que pode ser adquirida para um processo de importação mais eficiente, Sem os riscos você poderá vender em escala e para o país inteiro.

Aprenda como importar da China aqui

Imperioanet

A Imperionanet é o Lugar onde partilho experiencia, aprendizado e resultados das minhas pesquisas. Aqui tem um tudo e mais um pouco sobre tudo.

Deixar uma resposta