Processo de Importação, O caminho do empreendedor

Compartilhe com seus amigos

 

Muitas pessoas realizam o processo de importação e algumas outras querem começar a importar. Porém, não sabem por onde começar e nem como começar. Neste caso, vamos lhe ajudar a entender como funciona o processo de importação e em primeira questão, vamos falar como funciona o procedimento mais simples e comum de acontecer, por meio de importação individual, que é o nosso foco, visando informação a pessoas que ainda querem começar o processo para lucrar através do mercado livre ou numa barraca qualquer.

 

Normalmente vemos a importação de produtos por qualquer pessoa e essas pessoas podem até mesmo lhe dizer que é facíl e de certa forma é. Isso levando em consideração se você utilizar um marketplace como o AliExpress. Este é um site no estilo marketplace que muitas pessoas frequentam para realizar compras para para uso próprio e para comercializar. Esta é uma das formas mais fáceis de importar produtos. Porém, caso você queira evoluir neste mercado, é necessário você entender como que uma operação de importação acontece de verdade.

 

A Questão mais complexa do processo de exportação e importação é o desembaraço aduaneiro e esse é um dos assuntos mais importantes que você precisa saber. É a partir daqui que você aprende sobre como escapar de taxas toda a vez que é possível e como funciona o desembaraço das documentações de comércio exterior.

 

        Desembaraço Aduaneiro de Importação

 

Qualquer processo de importação ou exportação envolve esse procedimento, que libera a entrada ou a saída de mercadorias do território brasileiro.

 

No primeiro caso, esse já é o ato final, quando o governo federal entende que a operação está finalizada.

 

O desembaraço envolve a verificação de documentos e dados declarados do exportador, a fim de confirmar que a importação está de acordo com o que determina a legislação.

 

É importante diferenciá-lo do despacho aduaneiro, que consiste em um processo de conferência física e documental das mercadorias.

 

Assim, o desembaraço faz a liberação propriamente dita e registra a conclusão da verificação.

 

O desembaraço aduaneiro foi regulamentado pelo Decreto 4.543/2002.

 

Ele é a última etapa do despacho aduaneiro, já que este verifica se está tudo correto e, em caso de inexistência de irregularidades, a fase seguinte é autorizada.

 

Assim que o pedido feito pelo importador chega à alfândega, entra em uma lista de espera.

O primeiro passo é a conclusão da conferência aduaneira, que tem por finalidade identificar irregularidades.

 

Se estiver tudo correto, inicia-se o desembaraço propriamente dito.

 

Ele é feito no Siscomex, sistema que contempla o registro, o acompanhamento e o controle de todas as operações de comércio exterior.

 

Com o desembaraço já cadastrado, o pedido é efetivamente expedido e entregue ao importador.

 

Junto vai o Comprovante de Importação, que documenta que o pedido está regular. Cabe ao importador apresentar:

 

documento a respeito do conhecimento de carga;

documento que comprova o pagamento da taxa do Departamento de Marinha Mercante, quando a mercadoria tem um transporte marítimo;

comprovante de pagamento do ICMS.

 

Vale a pena destacar que todo esse processo abrange o desembaraço alfandegário (liberação da mercadoria na alfândega), despacho aduaneiro (atividades executadas pelo fiscal para que o produto seja liberado) e o desembaraço em si (que é a autorização e entrega do item ao importador).

 

Os documentos necessários para todos esses procedimentos estão disponíveis no site da Receita Federal e você pode verificar todos os manuais aduaneiros, além de sanar possíveis dúvidas.

Basicamente, o funcionamento do desembaraço ocorre da seguinte forma:

 

1º passo

Os produtos adquiridos chegam à alfândega em portos ou aeroportos e entram em uma lista de espera para a análise de possíveis irregularidades.

 

2º passo

A verificação de regularidade da mercadoria passa o desembaraço para a próxima etapa, que é o cadastro no Siscomex.

 

3º passo

O registro leva ao envio do comprovante de importação, documento da Receita Federal que comprova as regularidades e permite que o comprador tenha acesso aos itens adquiridos.

 

A partir dai a mercadoria é despachada ao comprador através da transportadora escolhida.

 

Saiba tud

Imperioanet

A Imperionanet é o Lugar onde partilho experiencia, aprendizado e resultados das minhas pesquisas. Aqui tem um tudo e mais um pouco sobre tudo.

Deixar uma resposta