Empreendedor versus empregado. O futuro de cada escolha.

Rate this post
4 jovens amigos terminam o ensino médio e partem em busca de um futuro profissional.




Eles se despediram e foram tomar um rumo diferente na vida.
Um deles entrou na universidade, no curso de engenharia.
Outro foi se preparar para os concursos públicos, o terceiro arranjou um bom emprego e procurou se estabilizar.
O último decidiu abrir uma loja de eletrônicos num Shopingg camelô.
Como eram inteligentes todos eles se deram bem, com exceção do empreendedor que sem experiência, acabou perdendo competitividade num mercado cada vez mais competitivo.
Decidiu vender seu ponto com  seu estoque e abriu uma barraca no centro da cidade para vender sorvete e picolé,
Fez um curso rápido de como fabricar seu produto e começou a progredir rapidamente num mercado movido a 40° De temperatura. Mas tarde expandiu o negócio, começou a fabricar picolé em massa, e começou a distribuir pela cidade e atualmente está expandindo pra outros estados.
Seus amigos embora bem empregados se conformaram em viver uma vida controlada, sem poder desfrutar de ter o controle da própria vida, criar seu próprio horário, suas próprias regras e sem poder colocar suas idéias pra funcionar.
Numa eventual crise, o engenheiro teme ser demitido, o outro empregado tem grandes chances de ir pro olho da rua, já o concursado vai ver seu salário sendo corrido pela inflação e os autos impostos.
Na contramão disso o empreendedor tem alternativas, pode retirar seu capital pra fora do país ou criar Mecanismos para sobreviver a crise.
O empreendedorismo deveria ser melhor incentivado e a educação deveria ser mais voltado para os negócios, pois depois dos 18 anos todo aluno vira um empregado ou um empregador.
Infelizmente o sistema te educa pra ser um empregado, e trabalhar como um escravo por 30 a 35 anos ganhando o suficiente para sobreviver.
E isso não é culpa de um governo ou de outro, isso é cultural, vem desde a antiguidade.
Como parar isso? 

Indo na contramão disso tudo. Colocar suas idéias pra fora independente dos seus recursos financeiros, ou da impositividade das pessoas.
Como empreender? 
 
Simplesmente assuma riscos, sem assumir riscos não dá pra pra sair do lugar. É preciso deixar o conformismo pra trás e lutar.

E se eu fracassar? 

 
Saiba que tropeçar e cair são coisas normais de quem caminha longe, e que levantar é pra quem tem tem força.
E uma última coisa.

Talvez por desistir você nunca alcance o sucesso, ou talvez morra tentando, mas saiba que o sucesso é maravilhoso, e de lá de cima você vai olhar orgulhoso e dizer que se pudesse faria tudo de novo.




VEJA TAMBÉM:


Mulher e negócios, parceria em crescimento,.

Opção de negócios 2 – Blogs

Saiba qual é o curso mais disputado do Brasil e porquê.

Educação financeira – começando do zero.

Administração, o curso mais popular no Brasil.

A vida e suas voltas.

Faça seu negócio decolar, primeiro guia do iniciante.

Sobre o autor

Joacir
Empreendedor por paixão. Curioso por natureza. Dedicação, vontade de aprender e inovar me trouxeram até aqui.

Faça o primeiro comentário a "Empreendedor versus empregado. O futuro de cada escolha."

Deixar uma resposta